As revisões dos ICE´s na actualidade VS VE´s

Discuta qualquer outra coisa que não se encaixa em nenhum dos outros fóruns.
Responder
Avatar do Utilizador
Nonnus
Mensagens: 1716
Registado: 10 set 2017, 04:43
Data de fabrico: 01 jun 2017
Capacidade bateria: 83,14 Ah 12 Barras

As revisões dos ICE´s na actualidade VS VE´s

Mensagem por Nonnus » 30 jun 2020, 11:08

Vou partilhar este video convosco para debatermos o que as marcas fazem mal feito nos carros a combustão para sacar mais dinheiro aos proprietários.

O video que vou partilhar é sobre a substituição de um filtro de gasóleo, mas por essa internet fora o que não falta é vídeos do mesmo género sobre outras peças.



Numa altura que se fala tanto no preço das baterias, quanto custa a reparação de um motor para um BMW 525D caso aquelas borboletas de plástico tivessem entrado na admissão? Pelos visto era uma questão de tempo.

Em relação a substituição do filtro de gasóleo. Pergunto se os engenheiros da BMW não conseguiam por o mesmo filtro num sitio mais acessível? Ter que elevar o carro e desmanchar a parte debaixo do carro para mudar um filtro não lembra a ninguém. Preço do filtro 50€, preço da mão de obra para mudar esse filtro 300€, porque o mecânico passou uma manhã inteira só para tirar e voltar a pôr o resguardo.

Eu vou a revisão com o meu Leaf e pago em média 90€.

Mudar um filtro de gasóleo num BMW dá tanto trabalho como mudar a bateria de tracção de um Leaf. :lol: :lol:

Quanto mais vejo estes vídeos mais gosto do meu carro eléctrico. 8-)
Proprietário de Nissan Leaf 30KWh desde: 25 de Setembro de 2017
- 9 meses depois 15/06/2018 30000km
- 12 meses depois 25/09/2018 40000km
- 24 meses depois 25/09/2019 90000km

RJSC
Proprietário Leaf
Mensagens: 3371
Registado: 13 jan 2011, 20:27
Data de fabrico: 15 ago 2012
Capacidade bateria: 16kWh, 9 Barras
Localização: Aveiro

Re: As revisões dos ICE´s na actualidade VS VE´s

Mensagem por RJSC » 30 jun 2020, 12:23

E pagares 90€ já é demais. Só têm que olhar para ele se não mudares o filtro do ar condicionado.
A Tesla não obriga a "revisões", o Leaf também não precisava de nenhuma.
Tenho um MK1 24kWh e um MK2 30kWh. Fui fazer as revisões no MK1 até acabar a garantia na esperança de me darem uma bateria nova porque já sabia que o carro não ia lá fazer nada.
Morreu na praia a faltarem 4% de degradação para poder trocar a bateria. Então no 30kWh já nunca mais fui a revisão nenhuma: a degradação vai encaminhada para também ficar com 3 barras perdidas quando acabar a garantia.
Foi ao concessionário só fazer a atualização do BMS que foi gratuita.

Avatar do Utilizador
Nonnus
Mensagens: 1716
Registado: 10 set 2017, 04:43
Data de fabrico: 01 jun 2017
Capacidade bateria: 83,14 Ah 12 Barras

Re: As revisões dos ICE´s na actualidade VS VE´s

Mensagem por Nonnus » 30 jun 2020, 14:56

Sim, tens razão 90€ pode ser considerado um exagero. No meu caso a única revisão onde apenas fizeram a mudança do filtro de habitáculo foi na primeira aos 30000km, nas outras houve sempre mais qualquer coisa. Nesta ultima fizeram uma actualização de software do infotaiment e deram-me a analise detalhada de todas as células da bateria mesmo sem eu pedir. Se me perguntares quando acabar a garantia se vou continuar a fazer este tipo de revisão, a resposta é não, a não ser que o meu carro leve uma bateria nova em garantia. Ainda assim em comparação com o que se passa nos ICEs actualmente, o valor pode ser considerado baixo.
Proprietário de Nissan Leaf 30KWh desde: 25 de Setembro de 2017
- 9 meses depois 15/06/2018 30000km
- 12 meses depois 25/09/2018 40000km
- 24 meses depois 25/09/2019 90000km

Avatar do Utilizador
migle
Mensagens: 2974
Registado: 01 set 2017, 00:21
Data de fabrico: 25 set 2017
Capacidade bateria: 78Ah
Localização: Alcochete

Re: As revisões dos ICE´s na actualidade VS VE´s

Mensagem por migle » 30 jun 2020, 23:08

Sem dúvida que os eléctricos têm muito menos manutenção e muito menos partes móveis sujeitas a esforço, desgaste, etc.
No entanto, ainda têm algumas. Têm várias coisas, até em comum com os CI, que são de manutenção bastante complicada.
Duas delas são a tubagem do líquido de refrigeração e o óleo da caixa redutora.

Ora, aqui foste buscar um exemplo de um carro que foi de reboque porque teve uma fuga de água, e isso também pode acontecer num carro eléctrico e também vais de reboque. Aliás, há vídeos na internet de Teslas com fugas, o Ioniq inicial teve um recall por causa de uma possível fuga que podia ocorrer em cima de electrónica... É real.

Se o problema veio de vibrações... Fui ver na wikipedia e este motor foi feito até 2013 e o vídeo é de 2020. Este motor é famoso é por uma falha na corrente de distribuição, mas não foi o caso aqui. Mas também o Tesla X ficou conhecido por um problema nos apoios do motor causado por vibração....

Quanto ao filtro de gasóleo, alguma razão deve haver, porque fica sempre debaixo do carro. Há carros que dá para mudar sem levantar, mas é um bocado inútil, porque eu espero bem que o meu carro (eléctrico) seja levantado em todas as revisões, mesmo as pequenas, as rodas desmontadas, inspeccionadas para qualquer problema, travões vistos... afinal eu ando para aí a 120km/h sem grande preocupação.

Os resguardos, já sabemos que hoje em dia se metem estas tampas para tentar que os carros sejam lisinhos por baixo para melhorar a aerodinâmica, enquanto nos carros antigos o filtro era simplesmente escondido ao pé de alguma longarina.

Felizmente, essa nos eléctricos não é preciso. Mas aqui é que não concordo contigo:
Nonnus Escreveu:
30 jun 2020, 11:08
... o que as marcas fazem mal feito nos carros a combustão para sacar mais dinheiro aos proprietários.
Se as marcas fizessem isso, era um belo tiro num pé. Tipo: se inventassem alguma para falhar ao fim de 60-80 mil km, tinham de fazer muito bem as contas, porque se falhassem a falha acontecia dentro da garantia, ou tinham de fazer um recall, e saía-lhes muito caro. Se inventassem para falhar ao fim de 200-300 mil, já não lhes adiantava nada porque os carros que chegassem a essa idade já não iam ser reparados nos concessionários com peças de origem. Isto, partindo do princípio que uma marca como a BMW, que só tem importador em Portugal desde para aí 2012, se está marimbando para os concessionários.

Depois, dizer que o melhor para um carro com colector de admissão variável (qualquer carro, segundo o vídeo, não apenas este) é tirar-lhe as borboletas... Para poupar dinheiro? Podia ter começado por comprar um carro baratucho, sem colector variável.
Deixa muitas dúvidas esse arranjo. Ele fala em plástico das borboletas partir-se? As que ele mostra estão inteiras. O que se vê é muita porcaria (do género que não há num carro eléctrico, porcaria hidrocarboneta) onde não seria de esperar, afinal é o colector de admissão, devia ter ar limpo.
Por acaso, na wikipedia, fala de um problema com este motor, se o tubo de refrigeração que rachar for um tubo relacionado com a EGR, ela pode não funcionar e haver porcaria da EGR (que tem aquele aspecto) a soltar-se para o colector de admissão e fazer buracos. Se for porcaria que anda por ali, não sei bem que efeito esperar por retirar as borboletas.

Portanto acho um bocado fácil falar mal das marcas, onde o desenvolvimento de um motor envolve milhares de pessoas, olhando para um motor com 7 anos e sabe-se lá que manutenção (quem é que faz manutenção de um BMW na marca?)...
Para o jogo ser equilibrado, o que era giro este carro continuar a andar e podermos ver o efeito da reparação que ele fez ao longo do tempo.
Ioniq EV Imagem — Prius+ Imagem

Avatar do Utilizador
Nonnus
Mensagens: 1716
Registado: 10 set 2017, 04:43
Data de fabrico: 01 jun 2017
Capacidade bateria: 83,14 Ah 12 Barras

Re: As revisões dos ICE´s na actualidade VS VE´s

Mensagem por Nonnus » 01 jul 2020, 03:03

Eu expliquei-me mal. Em todo o caso comparar a BMW que existe desde 7 de março de 1916 (104 anos) com a Tesla, não me parece grande exemplo. São as duas marcas premium, são, mas uma ainda esta aprender a fazer carros, a outra se quiser fazer carros avariar aos 15k km faz, se quiser fazer carros que durem uma vida inteira como os antigos BMW 2002 (modelo, não do ano), faz. Hoje em dia as marcas só não fazem as coisas durarem se não quiserem. Os materiais que existem e o conhecimento que se tem permite isso. Borboletas de plástico!?

Mas como disse expliquei-me mal, porque eu não me estava a referir a esses problemas quando escrevei o que as marcas fazem para sacar dinheiro aos proprietários dos carros. Aqui estava-me a referir a triste ideia de por um filtro de gasóleo num local de difícil acesso tornando a sua substituição uma dor de cabeça para um simples mortal. Faz algum sentido desmanchar um carro inteiro para mudar um filtro? Isto são peças de substituição periódica tem de ser o mais simples possível. Este exemplo não é exclusivo da BMW, hoje em dia todas as marcas o fazem, dai o titulo do tópico ser revisões na actualidade. A minha antiga Renault Megane tinha o filtro de gasóleo escondido atrás da cava da roda, já o meu Seat Ibiza abrias o capot e tinhas os filtros todos a vista e de fácil acesso, o que mostra que sim, se as marcas quiserem fazem as coisas de maneira simples.

Já agora, se pensas que quando o teu carro vai a revisão alguém faz esse check-up exaustivo estas iludido, para isso existem as inspecções periódicas obrigatórias. As marcas tem identificados os problemas que cada modelo dá e é esses problemas que inspeccionam nas revisões. Não penses que vão ver o carro do ponto A ao ponto Z, porque isso não acontece. Pagas 100€ de uma revisão, portanto os minutos são contados.

Para finalizar acho parte do teu texto muito conformista. Então tudo o que é complexo desenvolver e que tem muitas pessoas envolvidas, se tiver defeitos de fabrico é normal. Não, não é. Por essa lógica desenvolver aviões, ou aparelhos de exploração espacial se estes falharem é normal, pois envolve milhares de pessoas. Por alguma coisa existem testes de qualidade dos materiais.

Sabes o que é um teste destrutivo? Sabes que o fazem de x em x peças produzidas?
Proprietário de Nissan Leaf 30KWh desde: 25 de Setembro de 2017
- 9 meses depois 15/06/2018 30000km
- 12 meses depois 25/09/2018 40000km
- 24 meses depois 25/09/2019 90000km

Avatar do Utilizador
migle
Mensagens: 2974
Registado: 01 set 2017, 00:21
Data de fabrico: 25 set 2017
Capacidade bateria: 78Ah
Localização: Alcochete

Re: As revisões dos ICE´s na actualidade VS VE´s

Mensagem por migle » 03 jul 2020, 20:44

Nonnus Escreveu:
01 jul 2020, 03:03
Já agora, se pensas que quando o teu carro vai a revisão alguém faz esse check-up exaustivo estas iludido, para isso existem as inspecções periódicas obrigatórias.
Exaustivo não sei... mas levantam o carro sempre, claro que levantam! Desmontam as rodas sempre. Aliás, com o equipamento que eles têm fazem isso num instante, e provavelmente trocar o filtro de gasóleo também.
Mas sim, são muito mais operações que num eléctrico.
Nonnus Escreveu:
01 jul 2020, 03:03
Para finalizar acho parte do teu texto muito conformista. Então tudo o que é complexo desenvolver e que tem muitas pessoas envolvidas, se tiver defeitos de fabrico é normal.
Não, só não acredito que façam coisas mal feitas para depois ganharem na manutenção.
E depois, reagi a tu acreditares menos na marca do que num mecânico que em vez de pôr o carro como novo, vai retirando peças...

Porém, a tua mensagem nova, fez-me ver mais uma vez o vídeo, e acho que já percebi porque é que ele retirou as borboletas.
Nonnus Escreveu:
01 jul 2020, 03:03
Borboletas de plástico!?
No colector de admissão? Desde que a refrigeração da EGR funcione, o ar que ali está é relativamente frio.
Aliás, Nonnus se reparares, ele não diz que é mau porque é de plástico, ele diz "já é de plástico, mesmo assim..." Também diz "mesmo que o teu motor já venha equipado com borboletas de plástico, tira as borboletas. Tens muito a ganhar e podes poupar uns milhares de €"
Ou seja, serem de plástico não é um problema.

Reparaste que ele recomenda que tires as borboletas, mesmo que não esteja com aquele aspecto?
Isso não te diz nada? Reparaste que ele não dá o motivo de retirar as borboletas num motor que não esteja sujo assim? Diz "tens muito a ganhar" mas não diz o quê.

Mais uma vez: não há nada de errado com as borboletas. O problema é que aquilo está tudo sujo e devia estar limpo. Aquilo é o colector de admissão. Existe um filtro de ar, não é para estar sujo. O problema é que a EGR andava a funcionar mal, provavelmente por causa de outra racha num tubo de vácuo, e havia recirculação durante o aquecimento do carro, que não pode acontecer: acumula porcaria. E já acumulou tanta porcaria que ela salta e vem parar ao colector de admissão e essa porcaria quente pode fazer buracos nas borboletas.

Então o arranjo que ele fez não deve ter sido apenas retirar as borboletas, mas sim neutralizar a EGR, daí não haver vídeo. É que retirar um sistema de controlo de emissões que faria com que as emissões deste carro no ciclo NEDC fossem aceitáveis há 7 anos (já não hoje), é naturalmente ilegal.

Tudo isso podia ser reparado também, provavelmente com o mesmo trabalho. O tubo que comanda a válvula da EGR também podia ser substituído, o colector trocado por um limpo, etc... E o carro já não morria daí. Mas ele é mais de tirar.

Então percebe-se porque é que ele diz que há muito a ganhar em retirar as borboletas que permitem criar ali vácuo e melhorar o binário a baixa rotação (e o tempo de resposta do turbo também). Ou seja, o carro perdeu binário com isto. O que é que há a ganhar? É que esse vácuo também serve para forçar a recirculação da EGR. E ele é anti-EGR mesmo quando não há avaria.

E também consegues encontrar outros vídeos sobre o tema de retirar dispositivos de controlo de emissões: https://www.youtube.com/watch?v=-ro2nhALaC4
Ioniq EV Imagem — Prius+ Imagem

Avatar do Utilizador
Nonnus
Mensagens: 1716
Registado: 10 set 2017, 04:43
Data de fabrico: 01 jun 2017
Capacidade bateria: 83,14 Ah 12 Barras

Re: As revisões dos ICE´s na actualidade VS VE´s

Mensagem por Nonnus » 03 jul 2020, 21:42

Tu estas-te a focar muito no problema das borboletas e a minha questão neste video não é essa. Embora ache que noutros tempos a BMW não ia usar peças de plástico. Mas como se costuma dizer o barato sai caro, basta saber é a quem sai. se a BMW se ao dono do carro.

Em relação atitude do individuo de retirar as peças repara que ele a certa altura diz "se elas estão cá é por alguma coisa". Eu concordo contigo que não é nada bom exemplo retirar peças em vez de fazer uma reparação como deve de ser. Quando ao ele dizer que "podes poupar uns milhares", penso que se esteja a referir que ao tirares as borboletas evitas que elas entrem na admissão e provoquem a tal avaria de milhares de euros. Enfim...

Tu se calhar nunca fizeste a revisão aos teus carros, talvez porque não tens condições/ferramentas ou não te sintas a vontade para o fazer. Eu antes de ter o Leaf era eu que fazia as revisões aos meus carros (quando acabar a garantia serei eu a fazer outra vez no Leaf), mudanças de filtros, mudanças de óleo do motor, pastilhas de travão e até já mudei uma transmissão. Vou pôr a questão desta maneira. Tenho um carro que tem o filtro de gasóleo no local onde preciso desmanchar metade do carro e não tenho elevador. Se calhar faço-o uma vez, a segunda depois de ver o trabalho que aquilo dá levo-o oficina. Estas a perceber a ideia?'
Proprietário de Nissan Leaf 30KWh desde: 25 de Setembro de 2017
- 9 meses depois 15/06/2018 30000km
- 12 meses depois 25/09/2018 40000km
- 24 meses depois 25/09/2019 90000km

Avatar do Utilizador
BrunoAlves
Proprietário Ioniq EV
Mensagens: 5271
Registado: 30 abr 2016, 12:39
Data de fabrico: 16 jun 2014
Capacidade bateria: 57Ah
Localização: Mealhada

Re: As revisões dos ICE´s na actualidade VS VE´s

Mensagem por BrunoAlves » 03 jul 2020, 21:53

Só para dizer que um grande amigo meu comprou um (uma?) Altea com meia dúzia de anos e já lhe trocou metade de tudo o que há debaixo do capot (exagero intencional) + escape.
Hoje mesmo ficou a saber que tem de trocar agora a caixa e a embraiagem.
Mesmo com peças usadas já lá vão muitos milhares em reparações. Ah e claro que a EGR já foi há muito, senão eram mais ainda.

Alguém a quem um clone, um Leaf 24kWh servia perfeitamente 360 dos 365 dias do ano. Mas...
Se forem conduzir, não bebam. Se forem beber, chamem-me!!! :D

Avatar do Utilizador
migle
Mensagens: 2974
Registado: 01 set 2017, 00:21
Data de fabrico: 25 set 2017
Capacidade bateria: 78Ah
Localização: Alcochete

Re: As revisões dos ICE´s na actualidade VS VE´s

Mensagem por migle » 03 jul 2020, 23:15

Pois eu concordo completamente que não é possível manter um diesel a funcionar muito tempo. São muitos constrangimentos, pretende-se que polua pouco, o que é contra natura, etc...

Mas também há muitas oficinas que sabem manter uma clientela fiel, ora destruindo o carro, ora eligiando e dizendo que aquilo é motor para muitos anos...
Curiosamente, este tipo deste vídeo, num outro em que está a mudar a corrente de outro N47, uma peça que não deveria ter manutenção, no mesmo vídeo diz que aquele motor faz 300 mil km facilmente.
Ioniq EV Imagem — Prius+ Imagem

Avatar do Utilizador
migle
Mensagens: 2974
Registado: 01 set 2017, 00:21
Data de fabrico: 25 set 2017
Capacidade bateria: 78Ah
Localização: Alcochete

Re: As revisões dos ICE´s na actualidade VS VE´s

Mensagem por migle » 03 jul 2020, 23:32

Mas se for para criticar as marcas, a minha crítica é outra.
Se dá para quitar estes carros, tirar o fap, reprogramar, meter o OBD a dar valores que parece que o FAP lá está...
É porque a marca não teve ainda interesse em impedi-lo. Em carros de 2010? Na era das assinaturas digitais, dos certificados, etc....

Talvez dê um certo nome no meio do pessoal que faz e que consome estas modificações.
Ioniq EV Imagem — Prius+ Imagem

Responder

Voltar para “Off-Topic”